Pai, eu estou aqui!

Escrito por em 12 de janeiro de 2018

O que pode causar nas relações da mulher adulta o eco criado na infância pela relação com o pai – reflita!

A relação entre filha e pai precisa ser mais discutida. Até os 7 anos a criança tem uma relação mais próxima com a mãe e sente o que esta mãe passa no seu mais íntimo. Naturalmente, a partir dos 7 anos a filha vai buscar seu pai ou o representante paterno cada vez mais. Muitas vezes, o pai não consegue perceber a atitude de aproximação da filha. Pior ainda, se este pai esperava por um menino e projetava as expectativas dele ser o seu companheiro. Ele poderá ter dificuldades de enxergar a sua filha como ela precisaria.

A criança encontrará meios de chamar a atenção de seu pai, que para ela é um grande herói. Se esta relação não tiver uma base sólida de amor, atenção e carinho, a filha poderá ter uma carência afetiva em suas relações amorosas futuras e buscar nelas o que faltou na sua primeira relação com o masculino. É como se dentro dela estivesse um vazio que ecoasse uma solidão.

Não tem uma regra definida. Cada caso tem a sua particularidade. Pode ser que esta menina resignifique o que ela registrou na relação com o masculino. Mas papai, aproveite para brincar e entender sua filha. Você pode evitar dor e problemas. Você pode transformar sua filha em uma mulher segura e feliz com simples atitudes. Enxergue sua filha!


Tagged as , , , , , , , , , , , , , , , , ,



Comentários

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado.Campos obrigatórios estão marcados *