Como lidar com a insatisfação no trabalho

Escrito por em 13 de fevereiro de 2018

Como é assustador verificar o número de pessoas insatisfeitas com o seu trabalho. Mais assustador é observar os efeitos físicos e emocionais decorrentes da insatisfação. Como combater isso?

A análise é complexa, porque envolve um sistema de crenças e valores sociais. O fato de viver em um país que é instável economicamente e com sérios problemas sociais favorece o aprisionamento de vários funcionários públicos ou analistas em grandes empresas que praticamente “vendem” a alma para garantir o seu salário. Neste caso, garantir a saúde, a satisfação e a felicidade já é algo bastante desafiador.

É comum escutar: “vou garantir meu futuro, não posso trocar o certo pelo duvidoso”. Conheço muita gente brilhante e talentosa que não banca seu negócio próprio porque tem medo de se arriscar ou porque ainda não tem tanta convicção do seu próprio talento.

Já fiz muito trabalho de substituição de crenças em pessoas que mudaram sua vida. Elas conseguiram abandonar um trabalho que sugava a sua energia física e emocional para investir no seu negócio próprio, outros mudaram de profissão.

Estou falando de autoconhecimento e substituição de crenças limitantes. Ou seja, uma jornada interna que vale a pena.

O que eu digo é que, em muitos casos, fazer o que ama – e faturar ou ser bem remunerado por isso – parece um sonho impossível para muitas pessoas. O fato se trata de uma série de crenças limitantes que podem se arrastar por muitos anos, geralmente desde a infância.

Passamos a vida inteira ouvindo: “isso ou aquilo não dá dinheiro”, “no Brasil não se ganha dinheiro com isso”, “existe o emprego que te sustenta e o trabalho nas horas vagas que te dá prazer”, “você deve ter outro trabalho para bancar esse sonho”. E assim se cresce já pensando em desistir do que realmente sabe fazer bem, do que ama fazer, do que faz com maestria etc.

Na verdade, não importa o êxito quando se faz o que se gosta, o caminho é o êxito. É para isso que estás aqui. Ou acha que estás aqui para nascer, crescer, reproduzir, ganhar dinheiro, gastar e morrer? Só o dia a dia fazendo o que se gosta já vale a pena.

Mas quando isso acontece, o retorno financeiro ainda vem. E geralmente vem com tudo! Acredite em você e se conheça. Experimente! Autoconhecimento é coisa séria!


Tagged as , , , , , , , , ,



Comentários

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado.Campos obrigatórios estão marcados *



Continue lendo

Post anterior

A tal pressa


Thumbnail