Você usa um sapato que não te serve?

Escrito por em 7 de novembro de 2018

Você já parou para pensar se está usando um sapato que não te serve? Quando alguém fala de relacionamento, união, a primeira coisa que nos vem à mente é um casal apaixonado, uma relação baseada no amor. Mas isso não acontece sempre, e quando nos damos conta disso, o estrago já está feito. Vamos falar mais sobre isso?

Durante a minha prática de consultório, tenho me deparado com uma situação alarmante, que se repete cada vez mais: casais, que estão presos em uma união baseada em interesses pessoais.

Percebo a perda das uniões que tinham como base o amor verdadeiro, aquela sintonia de alma se tornou quase uma utopia.

Mas o que realmente agrava a situação não é isso, mas sim a falta de consciência ou a pouca importância que os casais dão para esse problema.

O resultado? O desgaste contínuo não só da relação, mas também das suas individualidades. Isso reflete diretamente no aumento constante das discussões e do estresse.

Você está em uma relação como essa? Parou para analisar se você está usando um sapato que não te serve? Faço um convite para conversarmos sobre isso ao longo deste artigo.

O sapato que te serve

É muito fácil identificar quando um casal realmente vive um relacionamento saudável, forte e tem uma base sólida. Por quê? Existe amor verdadeiro entre ambos.

Mais do que a troca de olhares, também há sinceridade e o desejo avassalador de crescer junto com o outro. É nesse momento, que percebo quando estou diante de um casal que realmente encontrou o sapato que te serve.

Nesses casos, a procura por ajuda profissional é feita apenas para fortalecer o relacionamento e contribuir para que cada um possa se transformar em um ser humano melhor.

Isso permite que o casal se conheça mais e esteja mais preparado para lidar com as adversidades de qualquer relação.

 

Sinais de que o sapato não te serve

Mas como perceber que o sapato não te serve? Existem alguns sinais de alerta para relacionamentos que são baseados em interesses puramente pessoais, que fazem com que a relação se desgaste.

Isso acontece quando há uma energia para ajustar um ao outro. Nessa tentativa de tentar moldar a outra pessoa de acordo com os seus interesses, faz com que surjam discussões desnecessárias diariamente.

Mas isso não é tudo, como tentativa de evitar confrontos e discussões, começam a recorrer ao uso de mentiras. Esses elementos fazem com que a relação de desgaste continuamente.

A situação pode piorar ainda mais quando um subjuga o outro em prol de suas próprias necessidades, sejam elas internas ou externas. Essa nulidade do outro, pode causar sérias sequelas não só no relacionamento, como também na saúde mental e física do outro.

 

O preço do desgaste

Insistir em um relacionamento que apresenta os sinais que falei anteriormente é como calçar um sapato que não te serve. Como? Ele vai doer e você precisará de remédios para curar a dor.

É aqui que a maioria dos casais comete um grande erro: optar pelo distanciamento temporário. Apesar de parecer a melhor opção no primeiro momento, ela não costuma ser muito eficaz.

Afinal, mesmo que você dê um tempo para este sapato, ele será sempre o mesmo com você. Cedo ou tarde ele irá causar danos que só poderão ser tratados com muito remédio.

O preço desse desgaste pode ser cobrado de várias formas. Sendo que a principal dela é que usar um sapato que não te serve nunca te deixará satisfeito plenamente. E você, está disposto a lidar com isso?

 

Nesses casos, a melhor opção é fazer uma grande reflexão sobre o seu relacionamento. Despertar o antes possível para evitar que os danos se tornem irreparáveis.

Caso tenha dificuldade para fazer esse tipo de análise, não deixe de procurar um especialista. Ele poderá ajudar você  a fazer uma análise sobre o seu relacionamento e até ajudar o casal a superar algumas adversidades.


Tagged as , , , , , , , , , , , , , ,



Comentários

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado.Campos obrigatórios estão marcados *