“Minha família é perfeita!”

Escrito por em 3 de setembro de 2017

Confesso que tenho muito receio desta frase. Ela pode aprisionar as pessoas em padrões doentios por mais de uma geração. A ilusão de uma família perfeita pode levar as pessoas ao autosacrifício, à hipocrisia e a uma agressividade de atos e palavras dirigida ao outro de forma sutil e implícita. O simples desejo da perfeição é prejudicial, imagina crença de que se tem algo perfeito? Lidar com a imperfeição do outro e de tantos percalços da vida, com mais consciência, é um dos exercícios mais sadios.

É comum cada membro familiar desenvolver um papel, e nem sempre um papel positivo. Há aqueles que sufocam e oprimem e há aqueles que engolem calados. De qualquer forma a tensão vai surgir. Pode haver o “juiz” que julga o que é o certo e o errado, porque existem regras invioláveis que regem a dinâmica familiar. O perigo disso tudo é que o crescimento pessoal fica restrito ao que a família aprova. As divergências têm o seu lado positivo e saudável. Cada um tem uma lente própria para enxergar a realidade.

Em geral, a família perfeita não está aberta aos diálogos e às diferenças. A família perfeita pode ter uma verdade absoluta que torna as pessoas ansiosas e angustiadas. O risco do amor ser distorcido é bem provável neste caso. A frase “faço tudo por você” vira uma dívida, que é impagável e, às vezes, inegociável.

A ruptura de relações ocorre quando a tensão da perfeição é intensa e difícil de ser amenizada. Se a família entende que existem momentos de ciclos na vida, os desafios poderão ser encarados de forma leve e menos tensa e cada membro familiar terá a chance de dar a sua contribuição na solução dos problemas.


Tagged as , , , , , , , , , , , , ,




Cart

View cart