Você empurra o seu casamento com a barriga?

Escrito por em 14 de fevereiro de 2019

Relacionamentos em geral tem fases boas e ruins, estar casado é um compromisso que
para dar certo precisa ser leve para ambas as partes e ter valores sólidos. O tempo pode
acabar desgastando a relação e exige que os dois desejam estar juntos para continuar
dando certo. Empurrar o casamento com a barriga tem efeitos direto na sua felicidade e autoestima.

As pessoas se unem por diversas razões, sentimentos, intenções, vontades e necessidades.
Independente das razões, as diferenças sempre existirão. Podem ser oriundas de gênero, de
raça, religião, cultural e da própria história de vida que cada um tem. É necessário saber lidar
com as diferenças e entender qual a prioridade de vida de cada um para então se unirem
seguindo o mesmo caminho. Por isso, estar com alguém requer não apenas ter sentimentos
um pelo outro, claro que amor é fundamental, mas é necessário ter uma base de
relacionamento forte, com parceria, confiança, respeito pelas diferenças de opiniões, trocas de
afetos e capacidade de perceber o outro com os olhos dele.

Cada um tem uma realidade, um desafio e uma missão de vida. A convivência a dois pode
desgastar a relação com o tempo se não houver esta capacidade de percepção e
compreensão. Compreender que a vida a dois passa por altos e baixos e superar as crises
envolve saber separar o problema que é seu do que é do outro, saber o que o outro provoca e
dispara em você, visto que isso pode ter relação com a sua própria história e dor; saber
manejar e administrar conhecendo seus limites pessoais; se respeitar; entender os limites do
seu parceiro(a) e respeitá-los; não se anular e saber passar por cada etapa de seu
desenvolvimento pessoal conectado(a) com você mesmo, se sentindo centrado(a), amoroso(a)
com você e com o outro.

É preciso ter maturidade para não cobrar o que o outro não consegue te dar e saber que tudo
bem. Você é o único responsável pela sua felicidade. Não fazer jogo de manipulação, se
vitimizar e criar dívidas emocionais, isso pode adoecer você e seu parceiro(a). É preciso ter
sabedoria para entender as suas limitações e as do outro. Às vezes, o relacionamento precisa
apenas de uma reformulação e os dois devem se empenhar para dar certo, mas há casos que
o seu ciclo já se fechou e o casal se fere ao “empurrar o casamento com a barriga”.

Conversar e principalmente ouvir o parceiro pode salvar seu casamento, pense antes de colocar a culpa
na outra parte, assuma seus erros e seja sempre honesto(a) consigo. Salvar seu casamento é
o que deseja? Sendo sincero(a) com você, conhecendo seus sentimentos, você conseguirá ser
sincero(a) com a outra pessoa. Não carregue um fardo que você não aguenta, sempre há uma
saída. O final disso pode ser desastroso para ambos, para demais familiares, sobretudo filhos.
É importante ter consciência do que de fato está havendo: reformulações? Rupturas? Reflita
sobre você, sobre o seu relacionamento. O despertar é agora!


Tagged as , , , , , , , , , , , , , ,



Comentários

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado.Campos obrigatórios estão marcados *




Cart

View cart